10 Set

Olá Pessoal,

Em comemoração ao dia dos Profissionais de Administração e Contabilidade, realizaremos o Encontro:  Administrador e Contador  ” Profissionais do Desenvolvimento”. O evento consiste em discutir temas que abordam a moderna gestão de empresas e despertem a visão holística do Administrador e do Contador na atualidade.

Será realizado nos dias 16 e 17 de setembro, às 18:30h no auditório do Blue Tree Rio Poty Hotel, localizado na Av. Marechal Castelo Branco 555  Ilhotas, Teresina – PI.

Temas atuais como Gestão Pública, Controladoria, Profissionalização de Empresas e Motivação no Ambiente Corporativo serão apresentados por profissionais renomados.

O evento será um momento único para compartilhar ideias e experiências sobre duas profissões muito promissoras do mercado atual.

Participe e amplie seus conhecimentos!

Coordenação de Curso

escrito por Mathilde Soares

10 Set

Olá Pessoal,

Informamos que uma Empresa de grande porte situada na cidade de Teresina, seleciona candidatos para a área Contábil.

  • Requisitos: Ensino técnico ou superior incompleto em Ciências Contábeis, com conhecimento em Speed Fiscal.
  • Conhecimentos e qualificação: Domínio em rotinas básicas e técnicas de contabilidade/ legislação fiscal, tributária, previdenciária e speed fiscal, com experiência mínima de 1 ano.

Os interessados deverão encaminhar perfil profissional para o email: depderecrutamento@gmail.com até dia 11/09/2013.

Boa Sorte!!!

escrito por Mathilde Soares

22 Ago

COMP FOTOG

escrito por Otemberges Borges

22 Ago

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

MANHÃ

09hs – Abertura do evento com uma breve saudação da Diretora Acadêmica – Jannayna Tavares (Auditório)

09h10 – Exibição do Filme “Xadrez das Cores” e logo em seguida um Debate (Auditório)

TARDE

14hs – Palestra com o Prof. Msc Jarbas Avelino (Auditório)
Tema: A constituição brasileira como Instrumento de promoção da Igualdade Racial
15hs – Palestra com a Prof.ª Msc. Iraneide Soares
Tema: Educação das relações étnico-raciais e ações afirmativas
17h30 às 18h30 – Apresentação de HIP-HOP (Pátio)

NOITE
18h30 – Discussão em grupo com a Sônia Terra (Auditório)

20h10 – Roda de Capoeira e Feira Gastronômica (Pátio)

20h20 – Exibição do Filme “Xadrez das Cores” seguido de GD orientado

escrito por Mathilde Soares

20 Ago

IFC logo

Alunos dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Engenharia podem se inscrever para estágio em São Paulo

Estudantes dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Engenharia do Grupo Ser Educacional tem agora a chance de estagiar em uma das maiores instituições desenvolvimento global voltada exclusivamente para o setor privado, a International Finance Corporation (IFC). A ação é fruto de parceria entre o Grupo Ser Educacional, mantenedor da UNINASSAU e Faculdades Maurício de Nassau, e a IFC com o objetivo de proporcionar ao futuro profissional a vivência prática da área de estudo.

O programa de estágio terá a duração de três meses, a partir do segundo semestre de 2014, disponibilizará três vagas entre os estudantes e será na sede da IFC em São Paulo – SP. Para participar da seleção, o estudante precisa estar devidamente matriculado na instituição a partir do quinto período; ter nota global mínima de 8 pontos nos cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis ou Engenharia, da UNINASSAU ou Faculdades Maurício de Nassau; e ter fluência na língua inglesa, comprovada por documento ou certificado comprobatório da fluência no idioma.
O processo seletivo é composto por quatro etapas eliminatórias e classificatórias: envio de currículos e documentação comprobatória para Núcleo de Talentos do Grupo Ser Educacional; entrevista técnica com o Núcleo de Talentos e prova de Inglês; entrevista dos selecionados com o comitê da Diretoria do Grupo Ser Educacional; e entrevista dos selecionados com representantes da IFC em Recife.
Os currículos e a documentação devem ser encaminhados ao Núcleo de Talentos através do email: sonaly.beatriz@sereducacional.com, com o assunto “Seleção IFC 2014”. Confira outras informações através do edital.

escrito por Mathilde Soares

18 Ago

Prezados alunos, verifiquem a oportunidade.

Estudantes dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Engenharia do Grupo Ser Educacional tem agora a chance de estagiar em uma das maiores instituições desenvolvimento global voltada exclusivamente para o setor privado, a International Finance Corporation (IFC). A ação é fruto de parceria entre o Grupo Ser Educacional, mantenedor da UNINASSAU e Faculdades Maurício de Nassau e Joaquim Nabuco, e a IFC com o objetivo de proporcionar ao futuro profissional a vivência prática da área de estudo.

O programa de estágio terá a duração de três meses, a partir do segundo semestre de 2014, disponibilizará três vagas entre os estudantes e será na sede da IFC em São Paulo – SP. Para participar da seleção, o estudante precisa estar devidamente matriculado na instituição a partir do quinto período; ter nota global mínima de 8 pontos nos cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis ou Engenharias, da UNINASSAU, Faculdades Maurício de Nassau ou Joaquim Nabuco; e ter fluência na língua inglesa, comprovada por documento ou certificado comprobatório da fluência no idioma.

Atenciosamente

escrito por George Rogers

12 Ago

escrito por Otemberges Borges

12 Ago

HORÁR 2014_2

escrito por Otemberges Borges

11 Ago

Caros alunos,

Estamos iniciando novamente mais um semestre do curso que será sempre seu. Aos veteranos bom retorno as aulas e aos novatos boas vindas.

um forte abraço.

escrito por claudia.gomes

10 Ago

Entidades representativas pretendem recorrer à justiça caso a lei seja regulamentada. Empregadores que não formalizaram empregados podem ser multados a partir desta quinta-feira

Rio –  A Lei das Domésticas começa a valer a partir desta quinta-feira, mas ainda precisa ser regulamentada para sair do papel. E, em meio à agenda do Congresso que está travada devido às eleições, a lei que trouxe benefícios para a categoria sofre a ameaça de ser contestada na Justiça. Iniciativa liderada pela Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), pelas centrais sindicais e pelo Instituto Doméstica Legal articula uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) para barrar a regulamentação da nova lei. O motivo principal, de acordo com as entidades representativas, é de que a lei fere o princípio da igualdade contido na Constituição Federal, que determina a contribuição sindical para as demais categorias e exclui, no texto da PEC, os domésticos.

“O texto da PEC, tal como está, representa retrocesso para a categoria. Caso o texto final votado pelo Congresso Nacional exclua a contribuição sindical patronal e laboral, vamos ao Supremo Tribunal Federal pedir a suspensão dos efeitos da regulamentação”, afirmou o presidente interino da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas, Francisco Xavier Santana.

Mario Avelino, presidente da ONG Doméstica Legal, diz que não se justifica a isenção da contribuição na regulamentação da PEC das domésticas. “A contribuição sindical fortalece as entidades de representação dos trabalhadores e o texto isenta os domésticos desta obrigação”, ressalta.

No meio do impasse, Carlos Alberto Carvalho, diretor jurídico da Webhome – empresa especializada na gestão do empregado doméstico – defende o texto da Lei das Domésticas e afirma que acha improvável que as entidades consigam uma ação de inconstitucionalidade. “Não existe matéria para uma Adin. Acredito que, do jeito como está redigida a lei, não é inconstitucional. Vale lembrar que trabalhadores com características diferentes têm direitos diferentes e com os domésticos não seria diferente”, alega o advogado, para quem a regulamentação traz mais segurança jurídica e direitos para os domésticos.

Penalidade para quem não assinar a carteira

Mesmo com o impasse da regulamentação, a lei começa a valer e pode pesar no bolso do empregador que não regulamentar a situação dos empregados domésticos. Quem não se adequar à Lei das Domésticas, que prevê carteira assinada, jornada de trabalho definida e pagamento de horas extras, pode ter multa mínima de R$ 805,06. De acordo com o Ministério do Trabalho, o valor pode ser maior considerando a idade do empregado e o tempo de serviço.

Para a presidente do Sindicato das Domésticas do Rio, Carli Maria dos Santos, apesar dos embates entre o Congresso e as entidades representativas, a Lei das Domésticas trouxe benefícios que fazem parte de reivindicações históricas da categoria. “Tudo que vier em prol de melhoria da profissão é interessante, mas vale lembrar que a luta não acabou. Precisamos lutar ainda por direitos básicos que não estão no texto da PEC, como o FGTS, seguro-desemprego e seguro contra acidentes de trabalho”, aponta.

Novos direitos

Ao todo, a alteração na Constituição garantiu aos domésticos 16 novos direitos. Seis deles – os que possuem pontos mais polêmicos – ainda estão à espera da regulamentação para começar a valer: indenização em demissões sem justa causa, obrigatoriedade de conta no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), salário-família, adicional noturno, seguro-desemprego e seguro contra acidente de trabalho.

Os contratantes que têm empregado doméstico sem carteira assinada devem fazer o registro retroativo à data de início do trabalho e, ainda, recolher e pagar o INSS seguido de juros e correção monetária, alertam especialistas. Já quem pretende contratar um profissional de serviços domésticos basta fazer o registro formal em contrato e recolher as contribuições previdenciárias. A expectativa do Doméstica Legal é de que, com a multa, cerca de 15% dos mais de 2,5 milhões de empregados domésticos informais saiam desta situação.

Como formalizar o empregado doméstico

A Confirp Consultoria Contábil dá dicas para os contratantes que precisam colocar a situação trabalhista dos domésticos em dia. Segundo a consultoria, é preciso que seja celebrado o contrato de trabalho, podendo o empregador, inclusive, optar pelo tempo de experiência que terá validade máxima de 90 dias, para avaliar o desempenho do empregado. Nesse contrato, deverá constar os dados do empregador como nome completo, CPF e endereço, dados do empregado doméstico tais como nome completo, CTPS/Série, endereço, função, data de admissão, horário de trabalho que não pode ser superior a oito horas diárias e 44 horas semanais, além dos dias de trabalho e o salário.

Além do contrato, é obrigatório o registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), desde o primeiro dia de trabalho, mesmo que esteja no período de experiência. É preciso informar na página “contrato de trabalho” os dados do patrão, data de admissão, função, valor e forma de pagamento (mensal/hora), cabendo ao patrão ao fim do preenchimento opor sua assinatura na CTPS e devolvê-la ao empregado doméstico no prazo de 48 horas.

Também é necessário obter o NIT (Número de Identificação do Trabalhador) ou PIS para que seja possível o recolhimento do INSS do empregado doméstico. Não tendo nenhuma dessas inscrições, o profissional poderá cadastrar-se pelo site da Previdência Social: www.mpas.gov.br , pelo telefone 135 ou em uma Agência da Previdência Social.

Por Bruno Dutra

Matéria Disponível em http://brasileconomico.ig.com.br

escrito por Mathilde Soares

  • Recife | Graças
  • Fortaleza
  • Belém
  • Caruaru
  • Recife | Boa Viagem
  • Recife | Dantas Barreto
  • Piauí | Teresina (Aliança)
  • Piauí | Teresina (FAP)
  • Piauí | Parnaíba (FAP)
  • João Pessoa
  • Campina Grande
  • Salvador | Patamares
  • Salvador | Mercês
  • Salvador | Pituba
  • Lauro de Freitas
  • Lauro de Freitas
  • Natal
  • Maceió | Ponta Verde
  • Maceió | Mangabeiras
  • Maceió | Farol
  • Aracaju
  • São Luis
  • Manaus
  • Manaus

Passe o mouse na cidade desejada para obter ENDEREÇO e TELEFONE da unidade